França, Alemanha, Itália e Grécia? Ilhas do Caribe? Austrália e Nova Zelândia? Buenos Aires, Bariloche, Patagônia, Santiago, Deserto do Atacama? Ilhas Maurício? Maldivas? Cidade do Cabo e Namíbia? Tailândia? Todos esses seriam destinos maravilhosos para uma viagem a dois. Aliás, qualquer viagem, ao lado de quem se ama, é sempre sensacional e inesquecível. Mas, quando se trata de casamento, e das quantias que são gastas em uma noite de festa, a pergunta é inevitável: será que não seria melhor curtir esse momento por vários dias, apenas a dois, conhecendo o mundo ao invés de despender tudo numa única noite? Essa é a pergunta que quase todos os noivos fazem às suas noivas antes de tomarem a decisão acertada (ou não) de levar a festa adiante.


Afinal, com os valores que se gasta em uma noite, seria possível passar vários dias a bordo do “planeta”, passeando pelos lugares mais exóticos e paradisíacos, em completo êxtase e romantismo…

Pense, apenas por segundos, em como você gastaria 40 mil reais se alguém lhe desse esse valor para viajar por ai? Difícil até de imaginar, não é!? Alguns, gastariam em 7 dias em Paris, hospedados nos melhores hotéis, comendo nos restaurantes mais badalados, vivendo como popstar. Outros, planejariam uma viagem de um mês pela África, dormindo em acampamentos, fazendo safaris, escalando dunas, interagindo com civilazações menos desenvolvidas e economizando ao máximo para que a viagem dure ainda mais. Há ainda os que pegariam um cruzeiro de 30 dias pelas Ilhas Gregas e só iam querer saber de diversão e mordomias. E teriam aqueles que iriam para Fernando de Noronha, gastariam apenas 10 mil, passaria uma semana perfeita, com tudo do bom e do melhor, e aplicaria o resto num banco.

Da mesma forma que cada um imagina a sua viagem perfeita, mesmo que tivessem o mesmo valor em mãos, cada pessoa tem as suas prioridades e, principalmente, os seus sonhos. E quando se trata de casamento, esses sonhos se tornam ainda mais valiosos e priorizados.

Afinal, todos os casamentos baseiam-se no amor (pelo menos, deveriam se basear). Amor esse que ultrapassou barreiras ou que mudou de cidade (ou país), que durou uma década, que foi o primeiro e único da vida inteira ou que surgiu da noite para o dia com uma intensidade avassaladora. Não importa qual é o estágio. Se existe amor, cumplicidade e respeito, basta! É tudo o que se almeja para uma vida a dois. A felicidade é mera consequência desse estado de espírito. E o casamento é um passo importante para formalizar essa etapa e dar um passo na formação da família e num futuro grandioso juntos.

Claro que sempre existirão exceções, como exigência de festa pelo pai da noiva, que quer demonstrar o poder e o status da família, ou de algum outro interessado em marcar presença nas colunas sociais do dia seguinte, sem falar nas jogadas de marketing. Mas, se focarmos nos casamentos da “vida como ela é”, podemos dizer que todos se baseiam no mais puro amor e num otimismo eterno de que aquele é o tal príncipe encantado.

E, numa continuidade de pensamento que parece absolutamente natural, o fato de se ter alguém que a gente ame ao nosso lado, de estar feliz ao extremo e de querer dar um passo mais sério e formar uma família merece uma Data, uma celebração, um momento único. Uma viagem seria lindo, só que poderia ser feita em qualquer outro momento da vida. A Grécia continuará lá (espera-se!), para as próximas décadas poder ser visitada, quem sabe, em alguma das muitas bodas que terão pela frente.

Então, por mais que seja, sim, bastante volume de dinheiro para ser gasto em apenas um dia, ou uma noite, não é apenas um dia qualquer. Não é uma quantia gasta sem razão. Mas, sim, pelo amor, pela união de pessoas que pretendem estar juntas até que a morte as separe. Existe razão melhor do que essa?

Por outro lado, se você acredita que nos próximos anos não será possível conciliar a arrumação da sua casa nova, seus planos de trocar de carro, de ter filhos cedo, e que esse seria o momento ideal para fazer uma super viagem romântica, vá em frente! Dê entrada em toda a papelada, marque a data do casamento civil, vá ao cartório e de lá, se quiser, reuna-se com alguns familiares mais queridos. Se não, depois de tudo formalizado, parta para a viagem mais linda da sua vida.

Não esqueça o principal: o casamento é seu, a valoração do que é essencial para a sua vida nesse momento não cabe a mais ninguém a não ser vocês dois. Se optaram por fazer uma super festa ou viajar, é decisão que cabe exclusivamente a vocês. E a partir daí, aproveite cada segundo dos preparativos, cuide de cada detalhe com todo o carinho e certamente, serão os mais belos momentos da sua vida.
Beijinhos,
Carolina Souza Lima

Mandem seus emails, com críticas, elogios, pedindo dicas, orçamento de cerimonial, etc:

www.noivasneuroticas.com.br
carolina@noivasneuroticas.com.br

oramento de casamento
Pesquisar
Destaques
Parceiros
Destaques
alianças bolo de casamento bolos e doces bouquet Buffet buffet casamento rj buquê Cabelo cachorro carolina casamento casamento civil Casamento Civil rj casamento real Casamento Real Britânico casamentos de verdade cerimônia Convidados convites decoracao decoração de casamento especial casamento real Festa de casamento flores fotografia de casamento idéias e inspiração Kate Middleton Kate Middleton e Príncipe Willian lua-de-mel lua de mel maquiagem Moda e Estilo noiva noivo penteado Penteados Penteados para noivas planejamento roupa sobre o casamento vestido vestido de noiva vestidos vestidos de noiva William e Kate